Primeira Edição - Abril de 2003

Cerimônia de Entrega dos Troféus do Prêmio Melhor do Acesso – Edição 2003

No dia 27 de abril de 2003 foi realizada a primeira festa de entrega dos troféus do Prêmio Melhor do Acesso – SASP. O local escolhido para o evento foi a quadra do G. R. E. S. Tom Maior, anteriormente localizada no bairro de Pinheiros, que abriu suas portas para esta iniciativa que prestigia as escolas de samba do grupo de acesso de São Paulo.

 

Marco Aurélio Ruffin, carnavalesco, foi o mestre de cerimônias. A bateria convidada foi a do G. R. C. E. S. Mocidade Alegre, que acompanhou os intérpretes quando estes subiram ao palco para cantar os sambas de suas escolas.

 

Dom Marcos esteve presente para cantar o samba do G. R. E. S. Acadêmicos do Tatuapé, que foi a maior vencedora daquela edição, com três troféus e também o campeonato do grupo de acesso 2003. Também se fez anunciar a S. C. Morro da Casa Verde, que incumbiu sua comissão de frente de receber o troféu e fazer sua festa junto aos presentes, e da dona da casa, o G. R. E. S. Tom Maior, que também fez muita festa para receber os seus, entre os quais o de Melhor Samba Enredo.

 

O G. R. C. E. S. Mancha Verde e o G. R. E. S. Pérola Negra também foram premiados na festa, sendo que Mestre Sombra aproveitou para receber o troféu de Melhor Bateria, ele que comandou os ritimistas da Mancha Verde no carnaval de 2003.

 

Como grata surpresa contamos com a presença de comitivas de todas as escolas de samba do grupo de acesso daquele ano, e também, com a presença da comitiva do G. R. E. S. Colorado do Brás, recém promovida do grupo 1.

 

Para a viabilização da festa de entrega dos troféus, os coordenadores do projeto injetaram recursos próprios, a medida em que não havia qualquer tipo de patrocínio. Compareceram à festa de premiação aproximadamente 900 pessoas, entre componentes das escolas premiadas, convidados e outros sambistas que decidiram prestigiar as escolas do grupo de acesso, inclusive noticiada pelo telejornal SPTV da Rede Globo.

 

Cada uma das escolas premiadas recebeu o troféu Melhor do Acesso – SASP, uma peça esculpida em madeira criada por um artesão especialmente para o evento. A escolha deste material para compor o troféu teve o intuito de valorizar simbolicamente o trabalho artesanal de cunho popular.

 

Os discursos das escolas premiadas revelaram o quão consideraram importante a iniciativa de realização desta premiação. Demonstraram-se envaidecidas pelo recebimento do prêmio e pela valorização que estavam recebendo pelo trabalho que arduamente realizaram durante todo o ano.

 

E então, o projeto Prêmio Melhor do Acesso – SASP tinha cumprido seu objetivo!