SAMBAS

2018

ÁGUIA DE OURO

Compositores: Andre Luís, Cíntia Camarotto, Digo Sá, Douglas Chocolate, Guga Pacheco, Marcelo
Garcia Leal (Tchelo).

 

LETRA

Quem quiser piscar, que pisque agora
A nossa história já vai começar
Mil e uma noites de luar
Tire o seu véu, vem desvendar
Essa aventura não pode ter fim
Está escrito assim
Veio lá de além-mar… além-mar
Quem quiser pode comprar… pechinchar
Um mercador de ilusões, torna seu sonho real
Vem do Oriente um fascínio sem igual

Batucada que sacode… meu amor
Que mistura o tempero… tem sabor
Deu água na boca, perfume no ar
Vem provar


Doces palavras pra fazer você sorrir
Tantos mistérios no olhar a refletir
Indomável coração, rica melodia na canção
Alquimia que transforma o mundo inteiro
Alaúde brasileiro vai fazer você sambar
Manto Azul e Branco na Avenida
A razão da minha vida
Oxalá!

Bate o tambor, voa minha Águia
Sou da Pompeia deixa quem quiser falar
É de enlouquecer, é de arrepiar
Alá, meu bom Alá!

BARROCA ZONA SUL

Compositores: Sukata, Morganti, Jairo Roizen, Willian Tadeu, André Filosofia, André Valêncio, Robson Cezar, Rafael Tubino e Thiago Meiners

LETRA

o carnaval dos carnavais, em busca da felicidade
Vou no corso da folia, embalado na alegria
Buscar meu sonho na Antiguidade
Serei teu arlequim
Envolto em cetim nas ruas da emoção
Pintado nas cores tão belas do meu pavilhão
Ê candombe, batuque ecoa
Vai ter festa “endiablada” na garoa
Se o frio chegar, quero te abraçar
Cobrir de colares à luz do luar

QUEM É VOCÊ, MEU BEM QUERER?
EM VENEZA, O BAILE COMEÇOU
VEM DE LÁ ESSA MAGIA
DO JEITO QUE O REI MANDOU

Seguindo pelos cantos desse mundo
Te procurei na multidão
A chama da paixão sempre acesa
Me embriaga, ó doce ilusão
Será você feito o sol da primavera
Pra “reinar” na nova era, Colombina ou Pierrot?
Será que num brinde ao ano novo
Vou brincando em meio ao povo
Encontrar o meu amor?

SOU DO SAMBA QUE VAI LEVANTAR POEIRA
VEM FAZER ZOEIRA… ZOEIRA
DE VERDE E ROSA, BARROCA É TRADIÇÃO
É FESTA A NOITE INTEIRA

COLORADO DO BRÁS

Compositores: Marcio Pessi, Edson Dafféh, Gilson Caffé, Magrão da Caprichosos e Hermes Sobral

LETRA

Meu tambor é mandingueiro
firma o canto no terreiro
hoje vai ter xirê, hoje vai ter xirê
roda baiana salve todos orixás
axé a colorado vai passar


Abrem se os caminhos na avenida
Laroye exú suprema é a força de olorum
Olodumarê traça o destino de nossas vidas
Sou eu a vida obra de Obatalá
Sou eu a pura criação de Oxalá
Berço da humanidade e fé
Mãe africa derrame o seu axé
Semeando a cultura em teu sangue a bravura
Aos ventos de Orum, Ori Alafia eparrey Oyá

Okê arô ora yêyêo
Odoyá Kawo kabecilê
Saluba nãnã atotô obaluaê
Ogunhê arroboboy oxumarê


É festa grande olubajé, a roda gira no ilê colofé
Tem canjanjam candomblé
No mar sofrimento e dor
Esperança e amor em um novo amanhã
Bahia de todos os santos
Acolhe teus filhos
Herdeiro da força de seus ancestrais
Xeuêpa baba vou me banhar
Nas águas sagradas de Oxalá
Um banho de axé caminhos que levam a fé

NENÊ DE VILA MATILDE

Compositores: Kaska, Silas Augusto, Vitão, Zé Paulo Sierra, Léo do Cavaco e Luis Jorge

LETRA

EMOJUBÁ, LAROYÊ
DA LICENÇA PRA CONTAR
A EPOPÉIA DE UMA DEUSA AFRICANA
MARABÔ, KAIALA E SOBÁ
OH MÃE SENHORA DE TODAS AS VIDAS
TUA COROA RELUZ E CLAREIA
A LUA PRATEADA LA NO CÉU
ILUMINA O BRANCO VÉU
QUANDO O MAR BEIJA A AREIA

IARA Ê, IARA Ê… MÃE D’ÁGUA
METADE MULHER…SEREIA
RODA BAIANA E DEIXA A GIRA GIRAR
OLOXUM, INAÊ, JANAÍNA


TEU CANTO É, CARREGADO DE AXÉ
TEM MISTÉRIO E SEDUÇÃO…MAGIA
BATE O TAMBOR NAS ÁGUAS DO ABAETÉ
VEM DANÇAR BATUCAJÉ…SAGRADA BAHIA
SENHORA MÃE DOS NAVEGANTES BRASILEIROS
TODA DIA 2 DE FEVEREIRO, A JANGADA VAI SAIR PRO MAR
LA VEM NENÊ, COM ROSAS BRANCAS PARA TE OFERTAR
AGUA DE CHEIRO E ALFAZEMA…SARAVÁ!
ODOYA, YEMANJA!
É O CANTO DA NENÊ, SALVE A RAINHA DO MAR!

É SAMBA PÉ NO CHÃO, É FORÇA PRA LUTAR
É O QUILOMBO AZUL E BRANCO QUE NÃO PARA DE CANTAR
ODOYÁ! BATE CABEÇA PRA SAUDAR YEMANJA

IMPERADOR DO IPIRANGA

Compositores: Max, Grandão, Fadico, Totonho, Joadil Jr, Dudu e Luciano Costa

LETRA

SOU IMPERADOR NA AVENIDA
DE BRAÇOS FORTES, PÉS NO CHÃO
SOU COMUNIDADE VALENTE, GUERREIRA
SÓ A SOLIDARIEDADE MUDA ESSA NAÇÃO


BRAVA GENTE DESTEMIDA ESSA É A HORA
UM BRADO DO IPIRANGA ECOOU

“MAIS QUE ESPECIAL EU SOU, CABEÇA FEITA SOU IMPERADOR”

DESDE OS PRIMÓRDIOS DA HISTÓRIA
A SEMENTE DA BONDADE FOI PLANTADA EM NOSSO CHÃO
O SEIO DA MÃE NATUREZA ALIMENTANDO CIVILIZAÇÕES
EIS QUE O IMPÉRIO ROMANO ORDENA A JUSTIÇA A TODOS OS SEUS
SE PÕE JUNTO AO POVO, DECRETA A IGUALDADE AOS OLHOS DE DEUS

O HOMEM DEU SEU FILHO PRA SALVAR O POVO
BENDITO SEJA JESUS DE NAZARÉ
REGUE ESSA SEMENTE, SEJA PELO OUTRO
NÃO IMPORTA A SUA FÉ


ERGUENDO ESSA BANDEIRA DA BONDADE
A NOSSA GENTE SEMEIA ESPERANÇA
A GUERRA FERE O HOMEM, SANGRA A CARNE
FAZEI REMEDIAR COM CARIDADE
VAI MEU IRMÃO… ABRA ESSE PEITO E CANTE O AMOR AOS SEUS
PRA QUE O FUTURO TENHA ORGULHO SEU
O MUNDO ESTÁ EM NOSSAS MÃOS
MAIS LUTHER KING, MAIS “TEREZAS”
NA LUTA DO BEM, ERGUENDO O BRASÃO
PRA ESSE ANO COM CERTEZA
BORDAR A ESTRELA NO MEU PAVILHÃO

CAMISA VERDE E BRANCO

Compositores: Dennis Patolino, Guilherme Garoa e Victor 7.

Cordas: Chanel

LETRA

Eu sou Camisa, celeiro de bambas do berço do samba vem minha raiz Mario de Andrade reluz em meu manto 100% Verde e Branco

O trevo é meu Talismã Na força da fé, é quem me guia

Resgatando as memórias do povo vamos embarcar na fantasia

com personagens do poeta brasileiro viajo pelo mundo inteiro.

Ai que preguiça bordão genial Macunaima herói nacional voei no tempo onde tudo começou pra exaltar a fina flor

Vem ver o batuque do tambor vindo do interior, firmou ponto no terreiro

desde cordão, fiz do samba o ideal tetra campeã do carnaval.

E Barra Funda, cuja a arte do menino floresceu

entre notas musicais, poemas, saraus o movimento modernista aconteceu surge um viaduto é o progresso, ou será um retrocesso, meu tiete

E hoje a mais querida, de braços dados com o Poeta na avenida ilustre filho desse chão estrela do meu Pavilhão

LEANDRO DE ITAQUERA

Compositores: Rogerio Papa, Paulinho da Leandro, Elias Aracati, Valdir Cassoli, Moacir Oliveira, Musa, Silvio Branco, Ivanildo Velha Guarda, Mauro Lúcio Silva,

Guilherme Napoleão, Luciane Albuquerque

LETRA

VEM DE ITAQUERA A VOZ DESSA NAÇÃO,
O LEONISMO EM CELEBRAÇÃO,
EU SOU LEANDRO, SOU COMUNIDADE,
O POVO CLAMA SOLIDARIEDADE!

AO SOM DOS TAMBORINS,
OS ARAUTOS DA ANUNCIAÇÃO,
ECOAM OS CLARINS NESSA PEÇA POPULAR,
DIVINO DOM, NASCI COM A MISSÃO DE AMPARAR,
É O BEM CONTRA O MAL NA LEVEZA DO GANZÁ,
MEU SAMBA VEM EMOCIONAR,
COM FÉ NA HUMANIDADE,
ONDE HÁ NECESSIDADE HÁ UM LEÃO,
NA ESCURIDÃO UMA LUZ CLAREIA A RETINA,
É O PAVILHÃO VERMELHO E BRANCO QUE ILUMINA…

ESSA LUTA DEPENDE DE ATITUDE,
NA BATALHA DO POVO POR SAÚDE,
ESSE SWING CONDUZ A BATIDA DO MEU CORAÇÃO,
ARREPIA O SURDO NESSA MARCAÇÃO…

A CUÍCA CHORA COM A FOME,
QUE DESSA GENTE A ALMA CONSOME,
NA LUTA DA SOBREVIVÊNCIA,
SOMOS CAVALEIROS DA DECÊNCIA,
SUPER HERÓIS BUSCANDO EVOLUÇÃO,
A SOLUÇÃO ESTÁ NA EDUCAÇÃO,
E QUANDO O TAROL ECOAR,
E A CAIXA RUFAR, SERÁ A LUZ DA ESPERANÇA,
A POMBA DA PAZ TRAZENDO A BONANÇA,
O MUNDO EM UM NOVO ALVORECER,
NO CARNAVAL A ALEGRIA DE VIVER


O REPIQUE CHAMOU, EU VOU!
NA BATUCADA DO LEÃO!
ZONA LESTE CHEGOU, EU VOU!
NUM CENTENÁRIO DE EMOÇÃO!

PÉROLA NEGRA

Compositores:  Edilson Casal, Minuetto, Victor Sampaio, Felipe Dingo, Portuga, Gui Cruz, Luciano Rosa e Vitor Gabriel

LETRA

OLHE PRO CÉU, VEJA A LUA RELUZIR
SE ACHEGUE MAIS, MEU AMOR, O TREM JÁ VAI PARTIR
SOU MAIS UM CABRA DA PESTE
RUMO AO NORDESTE, PRO MAIOR SÃO JOÃO
TEM FESTANÇA E ALEGRIA NO ARRASTA-PÉ
PRA DESBRAVAR ESSE MUNDÃO


OH MINHA NOSSA SENHORA! VALEI-ME MEU PADIM CIÇO!
NOS GUIAI POR ESSA TERRA, DE GENTE ARRETADA
PELO SOL TÃO CASTIGADA

VOU BATER TAMBOR, ME CARREGAR DE AXÉ
CANTORIA A NOITE INTEIRA, ÊTA POVO DE FÉ!
VEM DANÇAR O FREVO, JOGAR CAPOEIRA
BUMBA MEU BOI, VAI LEVANTAR POEIRA

O TEU SABOR É BOM DEMAIS
GOSTOSO É O TEMPERO QUE “MAINHA” FAZ
NO FOLCLORE, A CULTURA POPULAR
ARTE E BRAVURA, TANTA ESTÓRIA PRA CONTAR
UM CÉU BORDADO DE ESTRELAS
ENFEITA A NOITE DO SERTÃO
NO MEU DESTINO, FOGUEIRAS E BALÕES
UM CHAMEGO DO MEU XODÓ
PUXE O FOLE SANFONEIRO
QUE HOJE O SAMBA VAI VIRAR FORRÓ

SE AVEXE NÃO, SE AVEXE NÃO, VEM PRA CÁ…
A VILA MADALENA É O MEU LUGAR
PÉROLA NEGRA EU SOU, NOS TRILHOS DO SERTÃO
CAMPINA GRANDE É FESTA, É TRADIÇÃO